“A inovação deveria ser deixada para o setor privado”. Ãh?! oO

Não sou um “linuxer perseguidor da M$”, mas o que o Sr. Rincón quis dizer com isto? Leia abaixo:

“REDMOND – O presidente da Microsoft para América Latina, Hernán
Rincón, criticou a decisão de alguns governos da região, incluindo, e
especialmente o Brasil, de incentivar – ou mesmo obrigar – a adoção de
software livre em seus serviços públicos e sistemas educacionais.

Para o executivo, a opção pela plataforma aberta significa que os
governos precisam investir também em desenvolvimento de serviços e
aplicativos. “Com todo respeito ao Brasil, mas qual deveria ser o
papel do governo? Desenvolver software ou melhorar a vida da
pessoas?”, questionou, durante café da manhã com jornalistas
latino-americanos em Redmond, sede da companhia. “A inovação precisa
ser deixada para o setor privado”, disse.”

http://idgnow.uol.com.br/mercado/2010/09/14/executivo-da-microsoft-critica-posicao-brasileira-sobre-software-livre/

Engraçado, o setor público é justamente um dos lugares onde eu acho que o software livre deveria ser mais fomentado, e nisto fico feliz com a atitude do governo do meu país.

Agora, me diz que o Sr. Rincón não quer só defender o dele, diz.

Coding Dojo – Treinando a sua arte

Quando era “aborrecente”  treinei Jiu-Jitsu e mais recetemente Muay Thai.

Gosto muito de artes marciais, te ajudam a pensar melhor, desenvolvem disciplina e autoconfiança, dentre outros benefícios. E um dos momentos mais “pesados” é o treino, acredito que assim é para quase todo esporte. Normalmente o aquecimento/treinamento acaba sendo mais cansativo e desgastante do que o confronto em si. Mas é fundamental para o bom preparo do atleta.

Coding Dojo é o “treinamento” dos programadores. Afinal, a maioria não treina, não é verdade?

A idéia é simples: junta uma galera, pair programing e tdd. Coloca tudo em uma sala com projetor, rotaciona as duplas a cada 5 minutos em média e está feito. Você aprende muito, e se diverte. Treino bem mais tranquilo do que qualquer treino de Muay Thai, posso garantir.

Neste último sábado (11/09/10) o grupo DoJoPoA realizou um na Fande (empresa muito bacana) e estava muito divertido. Conheci Ruby e uma galera muito gente fina. Maiores detalhes no blog do link acima.

O que queria dizer é que vale a pena. O endereço do grupo é: http://groups.google.com/group/dojo-poa

Hello world!

Primeiro post. Deixa eu dar um oi:

variable:
   .message   db   "Olá, Mundo!$"
code:
   mov  ah,9
   mov  dx,offset .message
   int  0x21
   ret

(Assembly)

----------------------------------
#include <stdio.h>
int main(void)
{
   printf("Olá, Mundo!\n");
   return 0;
}

(C)

----------------------------------
#include <iostream>

int main()
{
   std::cout << "Olá, Mundo!" << std::endl;
   return 0;
}

(C++)
----------------------------------

olamundo :: IO()
olamundo = putStr "Olá, Mundo!"

(Haskell)

----------------------------------

public class Hello {
    public static void main(String[] args) {
        System.out.println("Olá, Mundo!");
    }
}
(Java)
----------------------------------

<script type="text/javascript">
    window.alert("Olá, Mundo!");
</script>

(JavaScript)

----------------------------------

print "Olá, Mundo!";
(Perl)

----------------------------------
<?php
   echo "Olá, Mundo!";
?>
(PHP)

----------------------------------

SELECT 'Olá, Mundo!'
(SQL)

----------------------------------

print("Olá, Mundo!")

(Python)
----------------------------------
echo 'Olá, Mundo!'
(Shell Script)